Torcedoras Femininas Vascão

domingo, 23 de maio de 2010

Após anos de destruição desenfreada do planeta e outros de campanhas para salvá-lo, a sociedade começa, a partir de 2010, a valorizar seu planeta. E na moda não será diferente. No inverno 2010 a valorização por materiais naturais e que não degradam o meio ambiente diz ser uma constante nas linhas de tendências. O orgânico passa sim a ser moda, talvez febre.

A principal linha de tendência novamente são os anos 80, no que diz respeito a proporções e cores e a peça hit da estação é a bota com cano até a coxa, acima dos joelhos.
Vale lembrar que as tendências são inúmeras, mas deixe o bom-senso prevalecer!
Abaixo um pouco das tendências de inverno 2010 para você adaptar ao seu estilo pessoal.


LINHAS DE TENDÊNCIA

TECIDOS
  • Seda
  • Jérsey
  • Jacquard
  • Lã feupuda
  • Trico aberto
  • Algodão orgânico
  • Jeans colorido
  • Veludo pesado
  • Flanela
  • Moletom
  • Cetim
  • Sintético
  • Rendas
PADRONAGENS
  • Transparência
  • Plissê
  • Matelassê
  • Segunda pele
ESTAMPAS
  • Marmorizado
  • Penas
  • Animal
  • Riscas abstratas
  • Xadrez fino
  • Microestampa
  • Listras finas
  • Neoprene
  • Emborrachado

PROPORÇÕES
  • Ombros volumosos e marcados
  • Saia volumosa
  • Manga bufante
  • Linhas retas e colantes
  • Calças coladas
  • Calças amplas
  • Saia lápis
  • Saia volumosa
DETALHES
  • Laços
  • Envernizado
  • Penas
  • Cristais

CORES
  • Pink
  • Amarelo 
  • Laranja 
  • Dourado
  • Vinho
  • Azul esverdeado
  • Azul noite
  • Neutros acinzentados
  • Preto acinzentado, azulado, esverdeado
  • Verde escuro
  • Rosa neon
  • Beterraba, roxo, lilás, violeta
  • Cinza
  • Terrosos
  • Vermelho brilhante
  • Preto & branco
HITS
  • Camisaria
  • Preto & branco
  • Casacos 7/8
  • Peças felpudas e volumosas
  • Rosa (cor principal da estação)
  • Botas até a altura da coxa
  • Coquetel dress com saia volumosa e babados
  • Combinação de estampas
  • Sobreposições
  • Mistura de peças e estilos
  • Blazer largo
  • Tailleur
  • Saia lápis
  • Minissaia
  • Legging
COUROS
  • Cobra
  • Crocodilo
  • Rústico
  • Metalizado
  • Aveludado
  • Camurça
BOLSAS
  • Macro bolsas
  • Ornamentais
  • Zíper, ilhós, tachas
  • Veludos
  • Estampa animal
  • Multicolorida
  • Cores intensas
  • Carteiras envelope
  • Carteiras volumosas
  • Shoulder bag
  • Lady like
CALÇADOS

  • Calçados masculinos
  • Bota acima do joelho
  • Bico arredondado
  • Verniz
  • Camurça

ACESSÓRIOS
  • Boné
  • Boina
  • Lenço
  • Colares exagerados
  • Tiara
  • Cachecol
  • Bracelete
  • Meia-calça semitransparente
  • Cinto largo

LOOKS
  • Blazer largo + calça colada
  • Blazer justo + calça larga
  • Minivestido
  • Legging + camisa em algodão ampla
  • Legging + Blusão de lã

sábado, 22 de maio de 2010

E O PROTESTO CONTINUA.




No estilo Celso Roth: técnico coloca cinco volantes na equipe Treinador arma o time no 3-5-2 e Elton deve ser o único atacante para o jogo com Avaí

Celso Roth começa a dar a sua cara ao time do Vasco. Afeito a uma equipe com mais pegada, ele colocou cinco volantes entre os titulares nesta sexta-feira. Seguindo a linha de parar o treino tático e conversar com os jogadores, ele orientou seus atletas na saída de bola e no contra-ataque.
Jumar, Nilton, Souza, Rafael Carioca e Léo Gago foram os homens de marcação testados. Desta maneira, Nilton fará a função de terceiro zagueiro e Jumar jogará pela ala direita. A equipe que enfrenta o Avaí, domingo, na Ressacada, será formada no 3-5-2.
Na frente, o único homem de ataque é Elton. Philippe Coutinho é responsável pela armação. Porém, durante a atividade, atuou, por vezes, ao lado do centroavante.
Em relação ao time que enfrentou o Palmeiras, no último domingo, Caíque é a única mudança. Rafael Carioca entra na vaga. Caíque, aliás, sequer treinou entre os reservas. O jogador, ao lado de Magno, Paulinho e Geovanne Maranhão, aprimorou finalização à parte. Elder Granja, recuperado de lesão muscular, tem condições de jogo, mas foi preterido ao longo da semana por Jumar.
Com isso, o time titular deve ser formado com Fernando Prass, Thiago Martinelli, Nilton e Dedé; Jumar, Rafael Carioca, Léo Gago, Souza, Philippe Coutinho e Ramon; Elton.

Celso Roth diz que falta de opções o faz escalar cinco volantes Treinador explica que time não jogará na retranca, e avisa: ‘Até o Messi volta para marcar’

rafael carioca e celso roth, treino do vascoCelso Roth ao lado de Rafael Carioca no
treino do Vasco desta sexta (Foto: Agência Estado)
O técnico Celso Roth tomou todo cuidado ao falar da escalação do Vasco para o jogo de domingo, contra o Avaí, na Ressacada. Durante a coletiva após o treino tático desta sexta-feira, em São Januário, detalhou a opção por escalar cinco volantes na equipe cruzmaltina. Com receio de cair no rótulo de treinador retranqueiro, justificou a função dos atletas.
- Eu coloquei cinco volantes, mas por questão de momento. O torcedor vai olhar o time e pensar que a equipe já está retrancada. Mas é que nós estamos atuando de uma certa maneira pois temos algumas dificuldades. Por exemplo: na direita temos o Fágner que está machucado, e o Elder Granja, que acabou de se recuperar (de lesão na panturrilha esquerda). Para jogar em um campo pesado, ele ainda não está 100%. Optei pelo Jumar, que fez a função de lateral contra o Palmeiras. No meio, temos alguns jogadores machucados e o Magno, que não teve uma boa participação contra o Atlético-MG. Decidi colocar então o Souza para chegar mais na frente, até pela qualidade técnica que tem, e ficar um pouco mais livre – disse o treinador.
Celso Roth aproveitou para explicar como exige a marcação dos seus atletas. Sempre muito atento para não parecer que o time jogará recuado, lembrou que, no futebol moderno, é preciso que todos ajudem a desarmar os adversários.
- Marcação não é dar carrinho ou chegar mais forte, é pressionar e não dar espaço. Isso faz com que o adversário erre um passe e teu colega roube a bola. Essa é a melhor definição de marcação. Até o Messi, quando perde a bola, volta para marcar.

O time que enfrenta o Avaí, domingo, às 18h30m (horário de Brasília), deve ser escalado com Fernando Prass, Thiago Martinelli, Nilton e Dedé; Jumar, Rafael Carioca, Léo Gago, Souza, Philippe Coutinho e Ramon; Elton.

Mais três jogadores estão prontos para deixar São Januário

21/05/2010 13h35 - Atualizado em 21/05/2010 15h23

Robinho, Geovanne Maranhão e Rodrigo Pimpão, todos atacantes, estão fora dos planos e serão liberados

robinho no treino do vascoRobinho não deve mais jogar pelo Vasco
(Foto: Marcelo Sadio/Site oficial do Vasco da Gama)
Aos poucos, a barca vascaína começa a se formar para zarpar de São Januário. Alguns jogadores sequer passarão pela avaliação do técnico Celso Roth em campo, pelo Campeonato Brasileiro. Fumagalli foi o primeiro a ser liberado para negociar com outro clube – o Ceará está interessado. Agora, os atacantes Robinho, Rodrigo Pimpão e Geovanne Maranhão, fora dos planos, também estão de malas prontas para deixar o Gigante da Colina.
Robinho sequer participou do treino da última quinta-feira, para negociar com seus empresários a saída, e deve ser emprestado. É o mesmo caso dos companheiros de ataque. Pimpão já teria uma proposta para deixar o clube. O vice de futebol, José Hamilton Mandarino, não confirma a saída, mas deixa no ar a possibilidade de negociá-lo.
- O Pimpão é um menino novo, que está em evolução. É uma hipótese ele ir para um outro clube para ter uma atuação mais continuada. Pode ser uma coisa que nos interesse, na medida em que os direitos dele são nossos – explicou o dirigente.
No caso de Geovanne Maranhão, ele foi evasivo, mas não descartou a saída do jogador.
- Estamos analisando com ele também (a saída). Isso tudo hoje ainda está submetido a uma avaliação do Celso Roth.
Dos três, Geovanne Maranhão foi o único que não chegou a ser titular no time. Rodrigo Pimpão, na estreia do Campeonato Carioca, e Robinho, contra o Sousa-PB, pela Copa do Brasil, já tiveram a oportunidade. Porém, no caso de Robinho, na ocasião, Vagner Mancini optou por escalar um time de reservas.
Titular em algumas partidas em 2009, Pimpão não se firmou neste ano. A sequência de lesões o prejudicou. O jogador, aliás, foi alvo de uma sonora bronca no treino da manhã de quinta-feira. Ao chegar atrasado, foi ao encontro do técnico Celso Roth, que não poupou o atleta.
Com a possível saída dos três, o Vasco conta com apenas três jogadores de ataque: Dodô, Elton e Rafael Coelho. No entanto, Philippe Coutinho, Carlos Alberto e Caíque podem atuar na posição.

Léo Gago vira o espião de Celso Roth no Vasco Volante, que defendeu o Avaí em 2009, dá dicas sobre o gramado da Ressacada e características dos adversários de domingo



Por Diego Rodrigues Rio de Janeiro

leo gago no treino do vascoLéo Gago no treino do Vasco (Foto: Marcelo Sadio
/Site oficial do Vasco)
Celso Roth contou com mais um auxiliar durante a semana. Além de Jorge Luiz, Humberto Ferreira e Gaúcho, o treinador recorreu a Lego Gago para desvendar os mistérios do Avaí, adversário de domingo, às 18h30m (horário de Brasília), na Ressacada, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Como defendeu o time catarinense em 2009, o volante serviu de espião para passar os detalhes do agora rival.
- Já passei algumas coisas sim, até porque sempre falo com as pessoas de lá. Tem jogadores que atuaram comigo como o Roberto, o Caio, um baixinho chatinho, o Uendel. Tem também o Rafael, o zagueiro Emerson, que cabeceia muito bem. Já passei algumas informações, inclusive que botaram grama de inverno e a bola corre menos. Se você correr muito, a bola trava - contou Léo Gago.
Apesar da amizade que deixou em Santa Catarina, o volante avisa que esquecerá o tempo que passou na Ressacada quando a bola rolar. No entanto, espera reconhecimento da torcida.
- Espero ser aplaudido. Fiz um bom trabalho no ano passado e deixei amigos. Tive uma historia legal lá.

Philippe Coutinho lamenta o fim da ‘paradona’: ‘Ficou ruim para mim’ Jogador não foi bem no treino de cobranças de pênaltis neste sábado e lamenta proibição da Fifa

Phillipe Coutinho, coletiva do VascoCoutinho na coletiva (Foto: Marcelo Sadio/ Vascol)
Acabou a moleza. Com a determinação da Fifa para que, a partir de junho, a “paradona” seja proibida em cobranças de pênaltis, resultando até em cartão para o atleta que tentar ludibriar o goleiro, teve jogador lamentando. Acostumado a cobrar neste estilo, Philippe Coutinho terá de tentar uma outra maneira para acertar as cobranças.
- Ficou ruim para mim. Eu batia assim, e agora não tem jeito. É se adaptar para fazer o gol. Tem que treinar bastante – disse o apoiador.
E vai precisar apurar o fundamento mesmo. Neste sábado, após o rachão e o treino de cobrança de lateral, Celso Roth colocou o apoiador ao lado de Elton, Nilton, Léo Gago, Ramon e Souza para bater pênaltis. Já sem a paradinha, o jogador errou dois dos três cobrados. Um, inclusive, foi no meio do gol, fácil para defesa de Fernando Prass.
- Na base eu também variava. Agora vou ter que voltar a cobrar normal – completou.
Porém, a "paradinha" (fazer paradas ao longo da corrida para cobrança) continua valendo. O que não pode mais é o jogador parar na hora de bater na bola, esperar o goleiro cair – ou não – e mandar para o gol.
Confira o aproveitamento dos jogadores do Vasco no treino deste sábado:
Elton – Dois acertos e um erro
Philippe Coutinho – Um acerto e dois erros
Léo Gago – Três acertos e nenhum erro
Souza – Dois acertos e um erro
Nilton – Três acertos e nenhum erro
Ramon – Dois erros e um acerto
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário